Daniel Bastos

16 de janeiro de 2009

E ele dá a um alien de 1951.

Eduardo

16 de janeiro de 2009

Eles tão todos tomando dypraxa, mesmo.

Mimi Kiddo

16 de janeiro de 2009

“ele dá a um alien de 1951” realmente fica estranho. O “pára” dispensa comentários, mas mesmo assim os farei. Não tinha necessidade de mudar o “pára”, diacho. Ele é tão essencial quanto o “mais” e o “mas”. Teremos de ler a frase duas vezes pra entender seu significado. É bucha.

Vincent Liopard.

16 de janeiro de 2009

Não entendi…

Nxiste uma gritante diferença entre “pára, que eu quero descer” e “para quê eu quero descer”…

“A ambiguidade nesse caso não é solucionada pelo contexto da sentença. O que já serve para provar que esse acordo ortográfico não nos ajuda em nada.”

Ao meu ver, esse acordo ortográfico só tá aumentando as ambiguidades, não tá resolvendo nada.

Bom, infelizmente o brasileiro está emburrecendo, e não dá a mínima importância para isso: Estamos nos americanizando!

Até porque, pelas novas regras, o Pára não perdeu acento… Então porque o cara desse post tá chiando? Não tem ambíguidade não… É burrice de quem não sabe ler… E ele ainda tem a coragem de dizer que metade vai morrer nos próximos 5 anos e a outra metade não sabe ler.

Acho que ele deveria reconsiderar e se incluir na metade que não sabe ler.

Vincent Liopard.

16 de janeiro de 2009

Existe uma gritante diferença entre “pára, que eu quero descer” e “para quê eu quero descer”…

moskito

16 de janeiro de 2009

O acento diferencial (aquele que diferencia pares) não se usa mais. Por pares, entende-se “Pára” e “para”, “pêlo” e “pelo”, etc.

Quanto ao “quê” que você citou aí. Só se usa acento circunflexo em “que” quando esse é pronome em final de frase. O “que” com sentido de interrogação não leva acento nunca. Exemplo: “Por que?”

Karla

16 de janeiro de 2009

PQP…
Já pensou que legal seria se as pessoas, tipo uhmmmm, deixe-me ver… ACHASSEM GRAÇA de uma piada ao invés fazer comentários bestas referente a pseudo parte séria da coisa?
Ou vai dizer que ler piada e ficar discutindo RE-FOR-MA OR-TO-GRÁ-FI-CA não é coisa de megamastermalalosersemvidasocial?
Aff, e eu reclamava na época que os comentaristas queriam ser mais engraçados que o insetinho… Enfim, MORRAM!

Thomas

16 de janeiro de 2009

Cruel! AUHHAuuhAUHa

bruno!

16 de janeiro de 2009

também não entendo as reformas gramáticais!!
vai ver, é pq eu não sou esperto!

Renan

16 de janeiro de 2009

AAUIHAOIUHAOIUHAOIHAOIHAOHAUIHOIUAHAH

AIDSLÂNDIA AUHAOIUHOAIIUAIUHPFFFFFF

Pasquale

16 de janeiro de 2009

> Existe uma gritante diferença entre “pára, que eu quero descer” e “para quê eu quero descer”

O “quê” só recebe esse acento em final de frase. Assim, tanto a frase “para que eu quero descer”, onde ‘para’ é do verbo ‘parar’, e a frase “para que eu quero descer”, onde ‘para’ é uma preposição, de acordo com a norma culta são absolutamente idênticas, querendo dizer coisas absolutamente diferentes.

Acordo ortográfico é meu pau, e programador não sabe escrever.

Picolino

17 de janeiro de 2009

Não me incomodo com a reforma ortográfica..
Enquanto as palavras; Caralho, buceta, merda, cu, veado, porra, bicha, broxa, fuder e seus derivados continuarem os mesmos, meu vocabulario praticamente não vai sofrer mudança alguma.

sooneca

17 de janeiro de 2009

“Mas, francamente, eu to nem aí pra esse povo. Metade deles vai morrer nos próximos 5 anos e a outra metade não sabe ler.”

Que pensamentozinho mais infantil e cretino o seu heim. Se essas pessoas tivessem tido a chance que você teve, certamente não estariam nessa situação.
Se coloque no lugar deles e pare de ser egoísta.

moskito

17 de janeiro de 2009

mimimi

Ladislau

18 de janeiro de 2009

É, o pessoal do Ziliguistão deve estar magoado mesmo. Talvez não mais magoados do que os caras que moram lá na Aidslândia, que aliás é um país rico em belezas naturais.

Daniell

18 de janeiro de 2009

E sobre o meu link ali do lado: se eu pagar ainda mais caro, você coloca o meu link no Jesus me Chicoteia também?

Daniell

18 de janeiro de 2009

Digo: com o nome do Jesus Me Chicoteia… Assim, os desavisados vão achar que tão clicando no Jesus Me Chicoteia e caem todos no meu blog.

Meu blog cheio de desavisado comentando, aquela gente perdida se expressando. Acho que ia ser bem bacana.

Oi. Aqui é o blog do Arnaldo Castelar? Ele está?

Bernardo Zirpoli

19 de janeiro de 2009

Esqueceu de falar que essa galera tem AIDS pra caralho.

Bernardo Zirpoli

19 de janeiro de 2009

Ah, outra coisa, o acento diferencial do pôr continua. Porra, ou faz tudo direito ou não faz. Parece até que a reforma foi feita pela Academia de Letras da Aidslândia.

Pasquale

19 de janeiro de 2009

> Se essas pessoas tivessem tido a chance que você teve, certamente não estariam nessa situação.

Verdade. Se essas pessoas tivessem tido a chance que o moskito teve, seriam os barões mundiais do crime.

Vincent Liopard.

21 de janeiro de 2009

pra falar a verdade… eu não estou nem aí com essa reforma ortográfica, porque eu falo inglês, e daqui alguns anos é só isso que o mundo vai falar.

então, foda-se o português.

Carol

22 de janeiro de 2009

Olha a mentalidade:
1) Pra mim ficou bastante clara a semântica do post. Ou será que esse cidadão do comentário acima nunca ouviu falar em ironia?
2) Depois de tanto chorar por causa do post ele vem dizer que não tá nem aí porque ele fala inglês e é só isso que o mundo vai falar?

pelamordedeus…
Ele merece uma passagem pra Aidslândia. Só de ida.

Neo

27 de janeiro de 2009

O melhor comentário foi o do picolino, aliás cadê a campanha “Picolino faz um blog”?

Marina

6 de fevereiro de 2009

Meu sonho é que eles repensem essa reforma.

Alam

1 de maio de 2010

Moskito, você está morando em Brasília?

Nome:
E-mail (obrigatório, não vai aparecer):
URL:
Comentário: