Daniel Lelis

6 de maio de 2008

Nessas situações, nada que um simples e potente palavrão não resolva para acalmar os miolos.

Bernardo Zirpoli

7 de maio de 2008

Nunca perde a graça.

doc

7 de maio de 2008

“Tem de creme”, versão 2511

Thomas

7 de maio de 2008

ahuahuaua…

fazia tempo que vc nao escrevia sobre o sorvete de creme… hauhauha

Robson

7 de maio de 2008

asahsuhasuhaushaushauhsuas
que non sense..
ashauhsuahsuahsuhasuhaushaus

Daniel Bastos

7 de maio de 2008

No dia em que vc sonhar que tá morrendo afogado em sorvete de creme vc começa a acertar os lugares que entra.
=B

Felipe Gubert

7 de maio de 2008

nossa, LSD na véia!

Alexandre

7 de maio de 2008

Garanto que ficou hipnotizado pelo bigode charmoso e achou que era um taxi…

marcus

7 de maio de 2008

Como bem disse Bernardo Zirpoli, nunca perde a graça.

Renata

7 de maio de 2008

deuso…

atoshman

7 de maio de 2008

rapaiz, just in time. Já tava fazendo falta mais uma história das crônicas do sorvete de creme!

Picolino

7 de maio de 2008

Alegria, alegria!
De volta as raízes.

kirp

7 de maio de 2008

Sorvete de câncer dá creme.

Guilherme

7 de maio de 2008

yeeeeeeeeeeeeesssssssssssssssss!!

Alexandre

7 de maio de 2008

tva dmorano

névoa

8 de maio de 2008

caralho.
Não suspeitei por um segundo sequer pelo desfecho clássico…
Posso inferir a partir dessa que Porto Alegre certamente é a capital do sorvete de creme

Helder Júnior

8 de maio de 2008

Elabora uma enquente pra saber, na opinião dos leitores, qual é a melhor história do sorvete de creme ever.

burros

8 de maio de 2008

Deu saudades do Il Capirotto e do Córdoba.

Neo

8 de maio de 2008

Caralho, sempre que tem histórias do sorvete de creme eu nunca desconfio antes de chegar no final, como já disseram aí, e sempre dou risada. Impressionante que qndo leio isso aqui nem tou drogado.

Boa zunida moskito.

moskito

8 de maio de 2008

Só visitar o cersibon pra matar a saudade.
=x

rodrigo

8 de maio de 2008

estou lendo este blog pelado neste exato momento.

Róger

8 de maio de 2008

Tipo, ou tu entrou muito a fundo nesse devaneio que nem eu captei, ou de fato realmente você entrou numa sorveteria. Em Porto Alegre além de existir o Bairro SANTANA, existe a Rua SANTANA. Coinsidentemente essa rua fica dentro do Próprio Bairro.

Em caso de emergências consultar google mapas.

Róger

8 de maio de 2008

Correção: *Coincidentemente
:p
Viajei no Português
:p

Betocoke

8 de maio de 2008

Carale.. quotando o marcus, que deu quote no Bernardo Zirpoli

nunca perde a graça [39327239]

E foi a que menos suspeitei desde o principio =D

Timoteo Pinto

9 de maio de 2008

Mew, que fofuXxXxuu

TRICOLOUCO BH

9 de maio de 2008

SABIA QUE ACABARIA NO CREME. QUANDO A VIAGEM É GRANDE, ACABA NO SORVETE.

Guil

9 de maio de 2008

Muito bom… de volta a era de ouro. Não suspeitei nenhum instante…

J.

10 de maio de 2008

pior q eu adoro isso!

Neo

10 de maio de 2008

Porra, nunca perde a graça mesmo, e eu nunca descubro que vai acabar no sorvete. Maldito gênioskito.

Neo

10 de maio de 2008

arruma esse comentários, nem sempre funciona…

César L. Miguel

13 de maio de 2008

NUNCA perde a graça.

guto

14 de maio de 2008

Além do Bairro Santana e da Rua Santana, como informou Roger (com dois R), Porto Alegre ainda tem o Paulo Santana. Ah, mas esse ninguém gostaria de conhecer…

Clara

14 de maio de 2008

Quero uma compilação das crônicas do sorvete!

Picolino

15 de maio de 2008

Traga a vasilha.

milene

16 de maio de 2008

aeeeeeeeewww finalmente!
“cláááááássicos do good times”
o/

Relaxa e goza

17 de maio de 2008

E eu com isso?

Thatha

19 de maio de 2008

Tem de creme?

Emerson

19 de maio de 2008

Que viagem… mas eu ri muito!

moskito

20 de maio de 2008

“E eu com isso” hahaha.
VAZA DE COCORAS, putinha.

Tommy

21 de maio de 2008

“Tem de creme?”. vixi. acho que fiquei mais de 1 ano sem entrar neste blog. e volto (sim, to sem fazer nada de importante) e vejo que não evoluiu nada. pena.

moskito

21 de maio de 2008

“pena”.
Ficas um ano sem visitar esse blog e quando volta demonstra ainda ser um completo paspalho.

Psicótico

21 de maio de 2008

Tcharã! I’m back, tchê!

Cotti

21 de maio de 2008

Tinha um tempinho que eu não passava por aqui também.

Nossa, fez o meu dia mais uma piada do creme. Saudades.

Falta mesmo só o Nikos, o Coelho-Lingüiça e o Córdoba.

névoa

21 de maio de 2008

que parada é essa do coelho lingüiça afinal?

moskito

21 de maio de 2008

Uma tirinha cheia de ação.
Mas vendi os direitos dela.

Cabreirus

22 de maio de 2008

>:- ( isso parece diálogo entre o Barney e o Moe.

Picolino

22 de maio de 2008

Falta mesmo um Ombudsman nesse blog, pra botar nego no seu devido lugar, tal qual o bólinha fazia, esse sim era dos meus.

Nome:
E-mail (obrigatório, não vai aparecer):
URL:
Comentário: