¿dequejeito?

O Olho Mágico

Postado em 1 de abril de 2008

Sempre tive problemas com visitas indesejadas, chegando, muitas vezes, a me esconder dentro de casa só para não atender a campainha. Após uma conturbada troca de produtos, há um ano, adquiri um olho mágico para colocar na porta de entrada da minha casa, a fim de monitorar possíveis visitantes indesejados.

No inicio pensei que o olho mágico não funcionasse, já que a todo momento que eu olhava por ele, não enxergava nenhum visitante indesejado. Tá certo que eu não olhei muitas vezes por ele, pois quando alguém tocava a campainha eu ia me esconder embaixo da minha cama, lá no quarto, e de lá não dava pra ver pelo olho mágico, infelizmente.

Ledo engano achar que o olho não funcionava. Há poucos dias cheguei em casa e me deparei com a inexistência da porta de entrada. Não pensei duas vezes e liguei para a Brigada Militar, que prontamente atendeu meu chamado.

Expliquei aos policiais que minha porta havia desaparecido e eles pediram para olhar dentro da casa, a fim de achar alguma pista. Concordei, mas desde já informei que nada estava faltando dentro de minha casa, exceto a porta. Um dos policiais não pareceu se espantar, e perguntou:

— O senhor instalou algum olho mágico ultimamente?
— Ué. Sim, mas como… – tentei responder, assustado.
— Então tudo está resolvido.

O policial foi até o local onde deveria estar a porta, se abaixou, analisou o chão e, com um sorriso irônico na face, abriu um fundo falso que eu jamais pensei que pudesse existir ali. Dentro do buraco por de trás do fundo falso estava a minha porta, junto com ela o olho mágico, que foi levado pelos policiais para prestar esclarecimentos na delegacia. Parece que ele praticava ilusionismo ser ter habilitação junto à OMG (Ordem dos Mágicos Gaúchos). Safado.

Este é o blog de Gabriel Von Doscht, um rico empresário que largou tudo para se dedicar ao seu verdadeiro dom: fazer pulseirinhas.

Arquivos

Coisas do tempo em que o autor não sabia escrever.