¿dequejeito?

Olá amigos!

Postado em 2 de março de 2007

Vocês devem estar sentindo falta do moskito, pois é, ele parece estar com bloqueio e não consegue escrever nada. Ou vai ver é tudo mentira. O fato é que eu, a esposa dele (a da foto com o cachorro) estava chateando-o no msn agora pouco, porque estou dissertativa hoje e estava indo longe demais numa conversa sobre churrascos.

Por eu estar dissertativa, me propus a vir postar para que os amigos dissertem mentalmente comigo sobre a vida, esta chata vida do século XXI.

Quando ligo o rádio, sei que vão tocar infinitamente as malditas coisas gemidas das mulheres norte-americanas corpulentas, vulgares e seminuas. No Grammy chamaram aquilo de Rythm & Blues, e, de acordo com uma coletânea da Decca que tenho aqui, Rythm & Blues é bem outra coisa. Acho que o problema musical é um dos piores males do século. As mulheres vulgares e os garotinhos chorões. Mas destes não vou falar, porque muita gente já fez isso.

O calor também está ameaçador, é verdade. As crianças hiperinteligentes (ou não), gordinhas, malcriadas que só comem chocolate e batata frita também são ameaçadoras. A leitura de impressos diminuiu, colocaram umas coisas que parecem modess nas bolas de futebol, que agora têm cor-de-caganeira, criaram campeonato de som automotivo (mais uma vez as mulheres vulgares norte-americanas), e vão acabar com as penas de nankin. Talvez acabem até com o nankin. Onde este mundo vai parar? Estou preocupada.

Obrigada, amigos, espero que este texto lhes tenha acrescentado algo de positivo. Não, não tem nada de positivo. Ficou uma merda. E isso aqui é um blog.
Meu nome é Cintia Loureiro.

Este é o blog de Gabriel Von Doscht, um rico empresário que largou tudo para se dedicar ao seu verdadeiro dom: fazer pulseirinhas.

Arquivos

Coisas do tempo em que o autor não sabia escrever.