¿dequejeito?

Não faz assim, Carlos Lombardi.

Postado em 8 de junho de 2007

Eu sei que o pessoal detesta bastante algumas coisas da TV, mas eu sempre assisto, tudo, por mais ruim que seja, a televisão é um lugar foda. Ainda vou trabalhar com isso algum dia. Mas, porra. Essa novela da sete da Globo, a “Pé na Jaca” ta vivendo uma decadência forte.

Os caras começaram a tacar uma pitadas de filmes e seriados americanos no meio da trama da novela e acham que nenhum telespectador vai notar. Eu que nem assito muito essa novela já peguei dois plágios, só nessa semana.

Ocean’s 12
O pessoal da novela tinha que invadir uma casa para roubar sei lá o que. Então o local onde estava o cofre tinha vários lasers passando loucamente no ambiente (como se lasers aparecessem assim, sem nenhuma fumacinha no ar). Bom, então o cara lá, que não sei o nome, disse que conseguia passar pelos lasers pois sabia lutar capoeira. Dae ele dá uma dançadinha e passa pelos lasers. No Oceans’ 12 eu já achei essa cena meio forçada, mas assim, na tela da Globo, na novela das sete, ela ficou entre o ridículo e o vergonhoso.

Fenômeno
O cara lá, o mocinho da trama global, teve um piripaque e começou a ter poderes maravilhosos tais como fazer coisas se mexerem e “sugar” para si a dor de pessoas doentes ou machucadas. Então o cara, de repente, descobre que tem um tumor no cérebro. Semana passada esse filme (Fenômeno), muito bom por sinal, passou na madrugada do SBT. O John Travolta faz um excelente papel. Já o mocinho da novela global nem dançar deve saber. Se soubesse ia no Faustão, né… Ou já foi?

lost-na-jaca.jpg

Lost
Sei que parece coisa de gente metida a comunista mas, na novela, os caras “cairam” numa ilha deserta. Ainda não vi nada além disso. Mas tenho um sério pavor de que na semana que vem comece a acontecer algumas coisas “estranhas” com eles. Daí eu vou ser obrigado a falar bem da Rede Record, e isso sim será lamentável. E só o que me falta é aparecer alguém, pra dizer que não é plágio, que é “inspiração“.

Este é o blog de Gabriel Von Doscht, um rico empresário que largou tudo para se dedicar ao seu verdadeiro dom: fazer pulseirinhas.

Arquivos

Coisas do tempo em que o autor não sabia escrever.