¿dequejeito?

Traindo o Pedro

Postado em 15 de maio de 2007

Depois de muitos anos cortando o cabelo no Pedro, decidi que era hora de experimentar novos cortes e me aventurar no mundo dos cabeleireiros normais. Na procura por um salão baratinho, achei uma mulher que cobrava 6 reais pelo corte.

Entrei no salão e fui logo encaminhado ao setor de lavagem, onde meu cabelo foi lavado com os mais baratos shampoos existentes. Logo depois a mulher me pediu para ir até a cadeira. Fui lá, sentei. Então a mulher me perguntou:

— Vai cortar o que?

Como assim “VAI CORTAR O QUE?” ? As unhas é lógico que eu não vou, né minha amiga. Se eu entrei aqui num salão de corte de cabelo, lavei meu cabelo, sentei aqui nessa cadeira de cortar cabelo, eu vou cortar o que? Já sei… vou cortar este fio puxado do meu casaco. Odeios quando eles puxam, fica feio. Ou melhor, vou cortar a energia elétrica da minha casa. Sabe como é, eu esqueci de pagar a conta e nada mais justo do que eu vir até aqui no salão e cortar a energia, pois sou um cidadão muito ético, sabe… É claro que não. Eu quero cortar o cabelo, porra. A porra do cabelo, deusdocéu.

Mês que vem eu volto pro Pedro.

Este é o blog de Gabriel Von Doscht, um rico empresário que largou tudo para se dedicar ao seu verdadeiro dom: fazer pulseirinhas.

Arquivos

Coisas do tempo em que o autor não sabia escrever.