¿dequejeito?

No meio do caminho tinha um toco

Postado em 25 de janeiro de 2007

A viagem até a praia rendeu um curta metragem cult dirigido por mim, com a ajuda dos fiéis companheiros de translado. Em pouco mais de 24 horas de exibição, ele já ganhou uma honra no You Tube, concedida pelos usuários espanhóis que nada entendem de filmes cults e classificaram-o como “comédia”.

httpv://www.youtube.com/watch?v=5OBqLxr0qWQ

Inscrevemos ele no Festival de Gramado.
Se ganhar, prometo postar aqui uma imagem qualquer com legenda engraçada, como os grandes sites de humor fazem.

Mais praia

Postado em 19 de janeiro de 2007

Nesse final de semana estarei em Arroio do Sal pegando uma praia e palestrando na beira do mar para os veranistas que estiverem curtindo um câncer de pele. Dessa vez a palestra não será somente sobre sucesso, mas também sobre mulheres, respeito e autoridade em uma relação.

adestramento

Na foto: Minha esposa executando o comando “senta”.

Espírito Empreendedor

Postado em 18 de janeiro de 2007

O negócio de aluguel que eu abri há algum tempo não deu muito certo. Se tratava de uma prestação de serviço para pessoas com pouco tempo. Eu ficava à frente de uma agência bancária e, por certo valor, alugava cadeiras de rodas para pessoas com pressa que não podiam  enfentar longas filas de gente normal e saudável.

Ganhei um bom dinheiro, mas acabei sendo preso em flagrante ao tirar a cadeira de rodas de um paraplégico que estava saindo do Banco do Brasil. Minha alegação “Eu pensei que a cadeira fosse das minhas” não agradou o delegado de polícia de Carazinho, que efetuou a prisão na hora.

Proibido de alugar cadeiras de rodas em frente aos bancos, voltei ao meu antigo ponto com um novo produto: A barriga de grávida postiça, que prometia revolucionar os meios de se conseguir lugar em filas. Mas novamente meu pouco tato para as coisas do mundo me comprometeu. Fui preso por espancar uma gestante que estava saindo do Bradesco. Minha alegação “Eu pensei que a barriga fosse das minhas” não agradou o delegado de polícia de Carazinho, que efetuou a prisão na hora.

reVolta

Postado em 15 de janeiro de 2007

Assim como o The Doors eu também voltei, só que com um pouco mais de competência do que eles. A praia estava uma beleza, passei todos os dias de Cassino, conhecida por ser a maior praia do mundo, num buteco chamado Dazantiga, que fica logo na entrada da cidadeca. Do caralho, tocava The Who, Beatles e Queen… não lembro se tocou Queen. Mas nos serviram doses duplas de Run com Coca, então não lembro o certo das coisas, mas parecia muito com a Inglaterra, exceto pelos surfistas, pela praia, pelo calor, pelas caipiras, bom… não parecia com nada a Inglaterra. Talvez pelo cheiro de peixe parecesse, mas isso é detalhe.

E eu passo uma semana fora e o que acontece? A Cicarelli fecha o You Tube e uma cratera se abre no meio da zona Oeste de São Paulo.

Cicarelli é rainha da bagaça mesmo. Tem que ter a manha pra faze uma coisa dessas, se fosse nos EUA eu processaria ela por ter visto aquele vídeo, mas como é o Brasil, eu que sofro as consequências. Sofro nada, nessas horas que o You Tube ficou fora eu tava no Cassino comendo camarão. Lá os frutos do mar são muito baratos, talvez seja porque a distância que eles percorrem pra parar na panela seja menor, vai saber.

Mas e a cratera? Achei uma lástima.
Ela acertou o estado, a cidade, a zona oeste, mas errou o bairro. Era pra ter acontecido na Pompéia, porra. No Pinheiros não tem nada que presta (incluindo a editora Abril). Já na Pompéia tem muitos bons motivos para receber uma cratera devastadora daquelas, tipo… tipo… sei lá… tipo a casa do Sérgio Dias, dos Mutantes? Acho que é um bom motivo.

Mais tarde eu volto, com um vídeo do You Tube sensacional para a galera todinha ver (tipo bloguinho de merda safra 2006).

Carazinho – Rio Grande

Postado em 5 de janeiro de 2007

Já que o Jack Bauer conseguiu contornar a ameaça terrorista no aeroporto e salvar todos os reféns, penso que é chegada a hora de eu ir para a praia. O Uol me liberou dos trabalhos de hoje e então me encaminharei, ainda pela manhã, para a cidade de Porto Alegre, onde lá pegarei outro ônibus com destino a Pelotas, onde lá irei numa festa de formatura e, dado o final da festa, irei para a cidade de Rio Grande para passar a semana de férias.

Como é clichê no blogosfera, e todo blogueiro famoso adora fazer isso, vou me encontrar para uma roda de cerveja e muito bate-papo com todos os leitores do ¿dequejeito? que residem em Rio Grande, ou seja, ninguém.

vai ser triste.

Metas

Postado em 2 de janeiro de 2007

2004 foi o ano da afetuosidade, 2005 o ano da pureza, 2006 foi o ano do dinheiro e pra 2007 ainda não defini qual será o lema, mas provavelmente vai ser algo relacionado à camisas xadrez.

Abaixo segue a lista de coisas que eu havia prometido fazer em 2006 (algumas estão sendo arrastadas desde 2004). E ao lado de cada item a confirmação que diz se eu cumpri a promessa ou deixei passar.

– Ensinar meu cachorro a falar “mamãe”.
– Comprar uma guitarra nova.
– Terminar de escrever meu livro.
– Virar roteirista de verdade.
– Ter barba.

Mas esse ano já to vendo que não vai rolar muita coisa, parece que nem o Lost nem o 24 Horas vão ter fim nesse ano. E da-lhe tapa buraco nos seriados.

Aliás, ainda sobre o ano que passou: Em 2006 eu sequer tinha um cachorro. Ganhei uma cadela raça Labrador no início de dezembro e a batizei de Labradorinha Bebê.

zorrilha_47dias

Duas semanas depois descobri que ela não é uma labradora, mas sim uma mistura de Danny DeVito com Arnold Schwarzenegger, tipo naquele filme da Sessão da Tarde, lembra?



Este é o blog de Gabriel Von Doscht, um rico empresário que largou tudo para se dedicar ao seu verdadeiro dom: fazer pulseirinhas.