¿dequejeito?

Um dia todo mundo vai ter

Postado em 24 de outubro de 2006

Este grande slogan publicitário do século XXI se dedica ao mal chamado Hemorróidas.

Hemorróidas são veias dilatadas (varizes) do reto e do canal anal. Elas podem ou não se apresentar com sintomatologia. Os sintomas e sinais são variáveis em número e intensidade. Pode haver dor, sangramento, aumento de volume na margem anal (mais presentes no esforço da evacuação) sendo as queixas mais frequentes.

Bom, reclamei da dor para a minha mãe, afinal ela é mãe e devia ter algum líquido secreto que quando pingado duas gotas na testa fazia a hemorróida ir embora. Mas infelizmente minha mãe não possuia tal líquido e decidiu por achar outra solução cabível. Ligou para todos os vizinhos perguntando se algum deles tinha uma pomada contra hemorróidas para emprestar.

E agora toda vez que eu saio de casa e coloco o pé na rua, algum vizinho me chama para conversar sobre o meu problema. E o mais foda é que aqui é cidade pequena e as notícias costumam voar.

Dia desses fui me pesar numa farmácia e o balconista já tava com um sorriso no rosto e um tubinho de hemovirtus embalado para me entregar.

Pior é que todo mundo age como se ninguém mais soubesse. Eu ando pela rua e pessoas que eu sequer conheço me dão piscadelas seguidas de sorrisos enigmáticos. “Teu segredo está guardado comigo”, um transeunte me disse ontem. Imagina se não estivesse, pensei.

Por falar nisso, semana passada eu escapei de um assalto por que o ladrão me reconheceu: “Ih, o cara da hemorróida”, exclamou o meliante. Tentei dizer que não era eu, a fim de poder ser assaltado em paz, mas não deu. Ele não acreditou e me liberou, deixou-me ir embora, sem antes dizer: “Melhoras, meu velho. Estamos torcendo por você” Cidade pequena é foda.

Mas a parte boa é que hoje eu fui na agência bancária e me deixaram usar a fila dos deficientes. Fui atendido muito bem e, ao verificar meu saldo, descobri possuir um dinheiro que não era meu. Algo como 700 reais a mais do que realmente deveria ter.

Perdoem o palavreado, mas constatei que Deus é um cara justo. Ele te fode o cu mas pelo menos dá dinheiro em troca. Voltei pra casa caminhando, de pernas abertas, curtindo o clima do entardecer e com o bolso cheio de dinheiro.

E agora, pra finalizar, a parte esdrúxula deste texto: 95% dele é verdade. A única mentira é o trecho que eu disse que ganhei dinheiro. Lamentável.

  • Comentários desativados em Um dia todo mundo vai ter

Este é o blog de Gabriel Von Doscht, um rico empresário que largou tudo para se dedicar ao seu verdadeiro dom: fazer pulseirinhas.

Arquivos

Coisas do tempo em que o autor não sabia escrever.