¿dequejeito?

Uma atitude muito louca de verão

Postado em 10 de novembro de 2005

De todas as jogadas de marketing existentes na história da humanidade, nenhuma chegou a ser tão desastrada quanto a campanha da Fanta para o “Bamboocha”.

Notavelmente os caras que idealizaram a campanham queriam que rolasse com a Bamboocha um tipo de HYPE, como a campanha do Itau com aquelas pessoas fazendo o símbolo como se desenhassem no ar. Creio que os publicitários responsáveis pelo Bamboocha pensaram que a idéia era genial e todo mundo iria adotar a palavra Bamboocha em seu vocabulário.

Triste engano.
Bamboocha não virou mais um hype. As pessoas lembram mais dos velhos e cansados caranguejos dançando e cantando “Nanananaaa” do que dos dois cabeludos do comercial da Fanta que ficam falando merdas e Bamboocha. Então, certos que o Bamboocha precisava de um empurrão, idealizaram uma promoção que foi mais caótica ainda. O povão deve enviar fotos legais em atitudes bamboochas para o pessoal da Fanta e as melhores fotos iriam ser premiadas com uma festa no Fanta Bamboocha Club, uma beleza.

Eu, um dia comentando com a minha patroa que ninguém deve se prestar a tirar fotos pra enviar pra tal promoção, pensei que seria engraçado preparar uma fotografia bem como eles querem, bem Bamboocha. Então eu coloquei um terno e um óculos fundo de garrafa terrível. Minha namorada fez o mesmo. Montamos um cenário de escritório de publicidade e fizemos cara de idiotas nerds que babam. Estava pronta nossa foto.

Ainda sobrou espaço para eu colocar uma legenda: “Equipe de publicitários que criou a campanha do Bamboocha num momento de criação” e enviei para a promoção.

A campanha Bamboocha conseguiu tanto prestigio quanto a campanha contra Aids estrelada pelo Dado Dolabella. Aliás, essas campanhas devem ter sido feitas pelos mesmos publicitários. E é aí que quero chegar.

Os publicitários podem ficar felizes, pois duas pessoas no planeta adotaram o Bamboocha em seus vocabulários, bem como eles queriam. Eu e minha senhora namorada falamos constantemente a palavra Bamboocha. Pra ser mais exato, usamos como adjetivo sempre que nos deparamos com campanhas publicitárias idiotas.

É só cruzar por um outdoor ridículo ou ver um comercial de televisão babaca ou metido a engraçadinho, que eu olho pra minha namorada, ela olha pra mim, então ambos fazemos cara de idiotas nerds que babam e sincronizadamente falamos: “Que coisa mais Bamboocha”.

  • Comentários desativados em Uma atitude muito louca de verão

Este é o blog de Gabriel Von Doscht, um rico empresário que largou tudo para se dedicar ao seu verdadeiro dom: fazer pulseirinhas.

Arquivos

Coisas do tempo em que o autor não sabia escrever.