¿dequejeito?

Os seus problemas pioraram

Postado em 3 de fevereiro de 2005

Como vocês sabem eu sou pobrezinho e me deito nas costas do governo para certas coisas. Portanto, para estudar, possuo o crédito educativo do FIES que reduz a mensalidade da minha faculdade em 70% do preço real. Porém nem tudo é maravilha e moleza, seu Pelé. Para ter o crédito, uma vez por semestre eu tenho que ir até a faculdade fazer o Aditamento do Crédito, para provar para o governo que eu ainda continuo usando o dinheiro dele de forma sensata e estudiosa.

Há mais de dois meses que minha mãe me alerta todo santo dia para não perder o prazo do aditamento do crédito educativo do FIES, pois se deixasse o prazo passar perderia o crédito e teria que pagar uma mensalidade brutal de 800 reais na faculdade.

Então hoje eu peguei a papelada do FIES para dar uma olhada e lá embaixo em letras miúdas estava escrito “Alunos com FIES: Compareçam na secretaria da sua faculdade até o dia 21 de janeiro de 2005“. E lá fui eu desesperado para a faculdade.

No caminho, dentro do busão, meio ao desespero da situação, meu futuro inteiro passou pela minha cabeça. Sem crédito eu teria que pagar 800 reais por mês. Eu não poderia mais ir para São Paulo no final do mês para ver o Acústico MTV do Wander e Bidê ou Balde. Eu teria que devolver o meu amplificador pois não teria grana para as outras prestações e por isso não teria mais uma banda. Teria que parar de assinar a ADSL e só conectar na internet com o iBest depois da meia noite. Eu teria que reduzir o número de matérias para poder pagar um pouco menos e isso causaria um retardo na minha formação. Antes marcada para final de 2005, agora só me formaria em 2007. Formando-me em 2007 perderia dois anos de estágio na Globo. Meu futuro como roteirista do Zorra Total estava acabado.

Mas então eu cheguei na faculdade. E como sou conhecido por todo mundo da secretaria, já fui na intimidade:

— Ae, Tucano!
— Da-lhe moskito, veio fazer a rematrícula?
— Na verdade eu vim saber o que eu faço se eu perdi meu FIES.
— Porra, você perdeu?
— Sim
— Cara, você vai ter emitir o boleto de rematricula de 800 reais.
— Mas eu nao tenho tudo isso (fazendo cara de pobre)
— Cara, mas como você perdeu o FIES e só vem hoje aqui falar
— Eu esqueci, mano.
— Desde 2004?
— Não, de 2005
— Como assim?
— Esqueci de aditar o FIES de 2005.
— Po, mas o prazo nem começou.

Opa! Então eu sorri.
Isso queria dizer que por um milagre do Papa João Paulo (jaz) eu não perdi o meu crédito educativo. Então o Tucano começou a imprimir o boleto no valor de 150 reais. Mas enquanto o boleto era impresso eu comecei a pensar:

PORRA! MEUS PROBLEMAS PIORARAM

Agora eu tenho que trabalhar pra pagar o amplificador, passagem pra São Paulo, ADSL e estudar o triplo pra me formar em 2005. Que bela merda que me foi acontecer. Então fui pra casa e chegando lá corri até minha mãe para dar as novidades:

— Mãe, tenho uma noticia boa e outra ruim pra te contar.
— O que? Manda a ruim primeiro.
— A ruim é que eu não perdi o crédito.
— Ué? E a boa?
— A boa é que hoje eu acordei com a pele maravilhosa.

  • Comentários desativados em Os seus problemas pioraram

Este é o blog de Gabriel Von Doscht, um rico empresário que largou tudo para se dedicar ao seu verdadeiro dom: fazer pulseirinhas.

Arquivos

Coisas do tempo em que o autor não sabia escrever.