¿dequejeito?

Com ou sem anchovas?

Postado em 13 de fevereiro de 2005

churrasko diz:
   Pior é que eu to ‘caçando’ no orkut.
churrasko diz:
   Isso sim é o cumulo da deprê.
churrasko diz:
   Ninguém gosta de mim.
churrasko diz:
   Eu tenho pau pequeno.
churrasko diz:
   Isso estraga minha vida social.

Este é o Churrasko, amigo de longa data e backing vocal na minha banda. Ele tava, hoje, reclamando da vida, injustamente. Por isso vou postar a história do Churrasko que faz qualquer um ter muita inveja dele, a fim de provar para ele mesmo que a vida dele é uma maravilha.

O Churrasko sempre teve uma vida na internet bastante popular. Mesmo quando eu não conhecia ele, via ele sempre Online no ICQ e achava que ele era uma figurinha fácil na internet. E a internet sempre trouxe várias suspresas para ele. Namoradas, empregos, amigos, papagaios e todos os tipos de animais de estimação proibidos pelo IBAMA.

Em certa época de vacas magras, nossa banda precisava de equipamentos para poder ensaiar. Faltava desde cabos até palhetas para as guitarras e precisavamos urgentemente de alguém com bastante grana para bancar isso tudo para a gente. Então, num belo dia, o Churrasko chegou em casa e a sua mãe lhe deu um recado pra lá de estranho.

— Churrasko, ligaram pra você.
— Quem era?
— Disse que era uma amiga.
— E o que ela queria?
— Ela disse pra eu avisar que ela quer dar pra você.
— HEIN???
— É. E disse que paga R$ 150,00 se você comer ela.

Churrasko, já sabendo de quem se tratava, fez contato com a garota e marcou dia e hora. Com o intuito de gastar todo dinheiro em equipamentos para a banda, foi até a casa da menina na data combinada. Chegando lá recebeu uma notícia ruim…

A garota estava menstruada e não tava afim de nada, mas para mostrar que era uma mulher de valor, disse-lhe que pagaria R$ 100,00 para Churrasko ficar a noite toda lhe batendo. E lá foi o nosso nobre personagem, nosso loverboy, a desferir pancadas de amor.

Depois de uma bela surra, que deixaria satisfeita até a mais frígida carmelita do convento, Churrasko recebeu o valor combinado e saiu dali direto para a loja de equipamentos musicais. Comprou tudo que faltava para a banda e com a grana que sobrou, foi até a livraria e comprou um livro sobre períodos de esterilidade e fertilidade feminina, para presentear a cliente, digo, a garota.

E esta é a fenfafional história do Churrasko.
Como uma pessoa dessas ainda pode reclamar da vida? Vamos todos, nos comentários, falar que ele é uma pessoa especial e o invejamos muito.

churrasko diz:
   Porra, cara. Tenho medo que a mina leia isso no teu blog.
churrasko diz:
   Acho que é melhor você não postar.
moskito diz:
   Qualé, Churrasko. Ta com vergonha da tua profissão?
churrasko diz:
   Tá meo, então faz uma propaganda legau. Fala que sou bonzinho, afetuoso e sei dançar a musica do Br’oz.

  • Comentários desativados em Com ou sem anchovas?

Este é o blog de Gabriel Von Doscht, um rico empresário que largou tudo para se dedicar ao seu verdadeiro dom: fazer pulseirinhas.

Arquivos

Coisas do tempo em que o autor não sabia escrever.