¿dequejeito?

Dor de dente

Postado em 28 de setembro de 2005

Voticontá que tem uma puta dor de dente me seguindo. Na última vez que eu fui pra São Paulo, na epóca que fui ver o Acústico MTV Bandas Gaúchas, eu tava comendo uma daquelas balinhas do White Stripes e mordi com tudo. Um dente meu quebrou.

Nunca dei muita bola pra isso. Não fui ao dentista. Odeio eles.
Dia desses esse negócio começou a doer e não parou mais. Agora mesmo eu tava na frente do espelho balançando a cabeça pra imitar maloqueiro headbanger em show do Scorpions e o dente doeu pra caramba.

Mas eu me pergunto:
O que vocês, leitores, tem a ver com isso tudo?
Nada.

  • Comentários desativados em Dor de dente

Que sonho batuta

Postado em 26 de setembro de 2005

Sonhei que eu conhecia o Wolf Maia.
Então eu fui para perto do Wolf Maia e com a maior das intimidades disse:

— Como vai, senhor Lobo. Sou seu fã.

E ele sorriu. Então eu acordei.
Vai entender esses sonhos.

  • Comentários desativados em Que sonho batuta

Um dia…

Postado em

Um dia as coisas vão melhorar. Um dia teremos tempo para escrever e ainda receberemos bem por isso. Um dia as pessoas não mais reclamarão quando não postarmos e entenderão que posts ruins na verdade são piadas que tem graça par pessoas que não são elas. Um dia os chatos sumirão. Um dia as pessoas entenderão que pra ter direito de reclamar vão ter que nos ajudar a pagar a mensalidade do provedor e que temos direito de não aceitar e apagar comentários que não gostamos, pois, até onde eu vejo, isso não é uma democracia, já que somente uma pessoa aqui gasta dinheiro pra manter o site no ar. Um dia os idiotas pararão de avacalhar a caixa de comentários. E nesse dia, um belo dia, surgirá um homem, uma sinopse, um ser iluminado por um canhão de luz. Um dia surgirá um homem, e esse homem dirá: “Pitty… Matou a pau!”

  • Comentários desativados em Um dia…

E na faculdade…

Postado em 22 de setembro de 2005

— Desculpa o atraso professora. Ocorreu um problema com meu ônibus.
— Que tipo de problema?
— Bom, o meu cachorro..
— Seu cachorro?
— É. O meu cachorro comeu a roda do ônibus. Por isso ele atrasou.

  • Comentários desativados em E na faculdade…

Discussões sobre o mesmo tema

Postado em

— O povo fará com que minha volta seja realizada de maneira…
— Senhor?
— Maneira triunfal e…
— Senhor. Anh…
— E por isso que venho pedir…
— Mas…
— Pedir à nobre bancada parlamentar…
— Senhor!!!
— A minha renúncia. Obrigado.
— Senhor. Aqui é uma sorveteria.
— É?
— Sim, senhor.
— Tem de creme?

  • Comentários desativados em Discussões sobre o mesmo tema

Impressionante

Postado em

É impressionante o nível de criatividade deste povo da televisão brasileira. Por exemplo, os seriados da Globo. O único que ainda pode ser visto é A Grande Família, por que agora eles tão indo na onda do “tema da moda” e fazendo os episódios serem relacionados com coisas reais. E isso gera certo humor.

Mas no Carga Pesada…
Há meses que o Antonio Fagundes e o Bino estão vivendo a mesma coisa toda semana. Saca só a lista de TOP 5 coisas que provavelmente acontecerão com a dupla dinâmica no próximo episódio:

1. Terão a carga roubada.
2. Algum deles vai se apaixonar.
5. No final sairão pobres e sem ninguém, porém vivos e felizes.

Assim não há escritor de internet que consiga tirar proveito para desenvolver um assunto bom para seu site.
Lamentável.

  • Comentários desativados em Impressionante

Amor Amor

Postado em 15 de setembro de 2005

Alguém aí já ouviu a nova música da Uanessa Camargo?
Eu acabei de apreciar e juro que ouvi ela cantar “Não pense que porque eu te dei que eu amo você”. O mundo tá perdido. Isso não é vida.

  • Comentários desativados em Amor Amor

És o cara

Postado em 14 de setembro de 2005

Parabéns ao aniversariante supremo deste dia. André Dahmer Ilustrador. O desenheiro dos conturbantes Malvados, a tirinha mais conturbante e desenhada do mundo.

Viva Andre Dahmer. Vamos lá nos comentários do blog dele zoar o estranho gosto que ele tem por orquídeas.

Dromed?rios

Postado em

Na ?poca que eu trabalhava na Tv Cultura eu tinha vontade de escrever um livro. Sabe n?, eu n?o tinha um blog mas tinha vontade de escrever pros outros lerem. Na Cultura n?o me davam grandes chances de participar da reda??o do programa. Ent?o um dia eu fui inventar de falar que queria escrever um livro.

— Um livro sobre o que, porra? – resmungou o produtor.
— Bem.. Basicamente um romance.
— Romance? Que viadagem, meo.
— N?o, n?o. cara, ? um romance humor?stico.
— E fala do que?

Ent?o contei-lhe a pequena sinopse do meu livro:

— ? a hist?ria de um cara que tem problemas psicol?gicos e tenta encontrar a mulher da sua vida. Ele vai ao supermercado todo dia e n?o compra nada. S? vai l? para ficar escorado no balc?o dos congelados esperando as gatinhas que v?o fzer compras passarem e ele ent?o joga cantadas. Meio a isso ele est? nos tramites de um processo judici?rio. O cara passou v?rios anos de sua vida juntando evid?ncias para processar a marca de cigarros CAMEL, pois o animal que est? na embalagem de cigarros da empresa ? um dromed?rio e n?o um camelo. Por fim ele n?o consegue achar a mulher amada e perde o processo nos tribunais. ? isso.

O meu produtor fez um olhar estranho. Esfregou os olhos e respirou fundo. Depois disse:

— Bom.. Vou mostrar pra produ??o da Cultura e vamos analisar mais detalhadamente esta id?ia. Vou tentar te ajudar, Gabriel.

Tr?s dias depois fui demitido.

  • Comentários desativados em Dromed?rios

Que coisa, não?

Postado em 13 de setembro de 2005

Acabei de voltar do que futuramente será chamado de:
“A coisa mais bicha que eu já fiz na vida”.

Acendi um incenso sabor canela no banheiro e tomei banho com ele ligado. Foi relaxante.

  • Comentários desativados em Que coisa, não?


Este é o blog de Gabriel Von Doscht, um rico empresário que largou tudo para se dedicar ao seu verdadeiro dom: fazer pulseirinhas.