¿dequejeito?

95043288

Postado em 29 de maio de 2003

Coisas do demônio (Agildo bonus track)
Eu, cabelo cortado e pensante, andando pelos corredores da faculdade. Ela, uma desconhecida, feia e me abordando.

— Gabriel, você tem scanner em casa, né?
— Oi, tenho sim.
— Eu tenho uma papel e preciso mudar uma escrita nele. Tem como?
— Claro, só você me trazer o papel que eu mudo.
— E quanto você vai cobrar?

Eu, cabelo cortado e pensando em pedir cinco reais e ir tomar um cafézinho gostoso e quentinho na lanchonete com essa grana.

— Bom, eu vou cobrar cinc…
— Cinquenta! Isso é o máximo que eu posso pagar
— Hã?
— É! Se você cobrar mais do que R$ 50,00 eu já não posso pagar.

Quem adivinhar o final da história ganha uma bala 7 Belo.

Final 1 – Eu, cabelo cortado, disse que queria apenas miseros 5 reais e tomei uma cafézinho gostoso e quentinho na lanchonete.

Final2 – Eu, cabelo cortado, fiquei de bico calado e apenas concordei com ela. Logo após comecei a pular e gritar “viva” loucamente. /

Este é o blog de Gabriel Von Doscht, um rico empresário que largou tudo para se dedicar ao seu verdadeiro dom: fazer pulseirinhas.

Arquivos

Coisas do tempo em que o autor não sabia escrever.