¿dequejeito?

106489119440211623

Postado em 30 de setembro de 2003


Aí Putedo! Vocês todos, visitantes de merda deste site, já devem conhecer o polêmico Dr. Roberto que sempre dá sua opinião ali nos comentários.
É com orgulho que venho aqui para vos apresentar a espetacular entrevista feita com Dr. Roberto especialmente para o ?dequejeito? na tarde de hoje. Contatei o Dr. Roberto e o convidei para responder algumas perguntas.
Como um bom cavalheiro, Dr. Roberto mostrou ser uma pessoa gentil e de atos bonitos, estando disposto a responder uma série de perguntas. Aqui estão elas…

Bólinha: Bom, primeiramente deixe-me dizer o quanto feliz estou com essa oportunidade de lhe entrevistar. Uma pessoa tão interessante e de opiniões tão bem feitas deve ser muito ocupada. Mas vamos deixar de papo-besta e vamos à primeira pergunta:
Dr. Roberto, o senhor sabe empinar motocicleta?

Dr. Roberto: …

Bólinha: Dr. Roberto, o senhor tem curso de datilografia?

Dr. Roberto: . .

Bólinha: Dr. Roberto, qual sua opinião sobre a candidatura do blog Jesus, me Chicoteia! para o melhor blog do iBest?

Dr. Roberto: …. ….

Bólinha: Obrigado pela entrevista. Foi um prazer falar com uma pessoa tão sensata e de opinião tão cativante. Agora deixo o espaço em aberto para o senhor poder mandar o recado para todos os visitantes do ?dequejeito?.

Dr. Roberto: …………

106486573281358467

Postado em 29 de setembro de 2003

Lamentável

  • Comentários desativados em 106486573281358467

106486028094276039

Postado em

Chapolin, o cão fenfafional.
O veterinário visitou meu cão no sábado e disse que o choro dele não tem nada a ver com a idade e sim uma doença de pele, uma alergia que estava lhe causando irritação. Hoje faremos um tratamento nele.
Ele já não chora mais desde sexta-feira.

Bom, só to comunicando isto para aqueles que me mandaram e-mail ou comentaram a respeito aqui no blog.

Agora, todas as pessoas que, mesmo depois de eu explicar que o lance era sério, continuaram afirmando que eu havia escrito o post só para chocar as pessoas ou que era uma piada…
Bom, desejo que todos que falaram que eu tava mentindo morram de cancêr no cu e nunca mais visitem esse blog. Se comentarem denovo, eu banirei. Obrigado.

  • Comentários desativados em 106486028094276039

106485051257620546

Postado em

Eu tento falar sério
Quando comecei não imaginava que seria assim. Algumas pessoas no meu círculo de amigos gostavam, mas a maioria das pessoas sempre me dizia que não era uma boa coisa.
Me mantinha neutro, não opinava sobre o assunto.
O preconceito contra aquilo foi aumentando e as coisas foram piorando. Já não aguentava viver na ilusão e ter que manter aquilo em segredo. Basta, juntei todos e lhes disse a verdade:

EU GOSTO DE ENGENHEIROS DO HAWAII

Todos riram e pensaram que era mais uma de minha piadas.
=(

  • Comentários desativados em 106485051257620546

106484428578451439

Postado em

SOLOOO!!!!!
Sexta a noite eu, acompanhado do 11º homem mais lembrado da cidade, fui ao show da banda Kelvin. Havia dito que eles não tem uma excelente presença de palco, mas errei. O palco media algo como 2 metros quadrados, então eles tiveram uma sensacional presença de palco, batendo os braços das guitarras contra os pedestais dos microfones e tendo que pisar sobre os retornos para poder andar pela área. E se não bastasse, o baterista infelizmente teve que ficar de fora do palco por causa da falta de espaço.

Foi uma boa jogada para cativar o público colocar o baterista da banda ali no meio da platéia. Quem não foi ao show perdeu um belo espetáculo de bom som e loucuras. Detalhe especial para o momento em que o guitarrista Joey deu um mosh e caiu sobre a bateria causando a aclamação do público presente no local.

E eles tocaram Pixies.
Fenfafional!

  • Comentários desativados em 106484428578451439

106483693320415571

Postado em

Querido povo, voltei.
No meu contrato não estava estipulado posts durante o final de semana. Como vocês nunca me pagaram hora extra por textos adicionais, resolvi fazer uma mini greve e não escrever nada.
Mas voltemos a nossa programação normal cheia de mentiras, polêmicas e discórdia. Oque você acha de tudo isso Dr. Roberto?

Eu já sabia.

  • Comentários desativados em 106483693320415571

106459960388750627

Postado em 26 de setembro de 2003

YU-GI-OH é o caralho, meu nome é Zé Pequeno, porra!
Cheguei na praça de alimentação para almoçar ali pelas 14:30. Notei que ninguém mais almoçava naquele momento, mas a praça de alimentação estava cheia.
Crianças, idosos, adultos e pernetas jogavam loucas partidas daquele jogo de carta que é sensação no momento, o YU-GI-OH.

Peguei um pacote de salgadinhos, uma lata de fanta e me acomodei numa das únicas mesas vazias do local. Logo que sentei, um cara de, sei lá, 40 anos sentou na minha frente, na mesma mesa que eu.
Não falei nada, afinal o lugar estava lotado de jogadores viciados e ele estava procurando um lugar para poder comer seu lanchezinho, certo?

Errado.
Tiozinho puxou um baralho, colocou na mesa e disse:
— Ímpar!
— Hã?
— Eu quero ímpar!
— Que ímpar?
— Pô. Impar. Pra jogar YU-GI-OH.
— Eu não jogo esse negócio.
— Como assim não joga?
— É, tô aqui pra almoçar, não pra jogar.

O tiozinho se levantou com as cartas na mão e disse bem alto para que todos os demais viciados mirins ouvissem:
— Pessoal, ele não tá jogando YU-GI-OH.
— HAHAHAHAHAHAHA!!!!

Todos apontavam para mim como se eu fosse um monstro.
Peguei minha fanta e me afastei do local o mais rápido possível. Enquanto corria, olhei de canto de olho para trás e vi várias crianças atacando o pacote de salgadinhos que eu havia deixado, e o tiozinho estava sobre a mesa com as mãos erguidas e gritando palavras de ódio em japonês.

Malditas cartas do mal.
Estão nos tirando nossos jovens.

  • Comentários desativados em 106459960388750627

106457821166462066

Postado em
ALEGRIA ALEGRIA =B

Hoje é sexta-feira!
Dia de tomá uma ceva e fumá unzito.

  • Comentários desativados em 106457821166462066

106454739949559636

Postado em
bom proveito!
  • Comentários desativados em 106454739949559636

106454614824592869

Postado em

Certa vez o Mussum estava chegando no aeroporto depois de fazer vários shows com os trapalhões. Ele estava esgotado, muito cansado, sem ânimo para mais nada.
No saguão algumas pessoas identificaram o Mussum e ele, sempre educado, cumprimentava a todos, mesmo que não quisesse fazer isso, pois estava muito sequelado da turnê que havia feito.
Um cara, com uma criança nos ombros apontou lá de longe para o Mussum e gritou: “Oh, Mussum! Dá uma cambalhota!”.

Tem gente que pensa que a vida dos outros é sempre uma piada.

  • Comentários desativados em 106454614824592869


Este é o blog de Gabriel Von Doscht, um rico empresário que largou tudo para se dedicar ao seu verdadeiro dom: fazer pulseirinhas.